30 novembro 2010

DUQUE DA RIBEIRA

.



Deocleciano Monteiro, popularmente conhecido por Duque da Ribeira, foi um nadador-salvador e figura carismática da cidade do Porto,
Nascido e criado na Ribeira, em convívio diário com o rio Douro, com apenas onze anos, salvou um homem de morrer afogado no rio e, a partir daí, foi protagonista de inúmeros salvamentos naquele local ao longo de décadas.
Diz-se que foi a sua mãe quem lhe começou a chamar Duque por ter dificuldade em pronunciar Deocleciano.

O Duque da Ribeira, que trabalhava como barqueiro no Douro, tornou-se na figura mais popular da Ribeira do Porto e foi alvo de diversas homenagens. 
A praça junto à Ponte Luís I recebeu o seu nome, tendo sido colocada uma lápide no local, com busto de José Rodrigues.
Elevado ao estatuto de figura pública, o Duque da Ribeira conviveu com diversas personalidades portuguesas e estrangeiras e no seu livro de autógrafos constavam as assinaturas da
  • Rainha Isabel II, de Inglaterra,
  • Dos presidentes portugueses Ramalho Eanes e Mário Soares,
  • E do presidente de Moçambique Samora Machel, entre muitos outros.
(Wikipédia)




Está no tempo esquecido
Este tripeiro querido,
Modesto e popular.

Estátua tão singela
Que está de sentinela
Na Ribeira, a vigiar.

Mesmo juntinho à ponte
Com o Douro defronte
E as aves por companhia.

Era no Porto tão amado
Ao vê-lo tão desprezado
Sinto dor e nostalgia.

Neste local suicida
Ele tem sua guarida
E no Douro o seu olhar.

Ao olhá-lo com carinho
Parece dizer baixinho
Estou aqui para vos salvar.

A Alves

27 novembro 2010

MERCADO FERREIRA BORGES





O Mercado ferreira Borges é um edifício histórico da cidade do Porto.
Foi construído no ano de 1885.  
O seu nome homenageia José Ferreira Borges político portuense que esteve na origem da implantação do regime liberal em Portugal.


Este antigo mercado
É espaço reservado
A feiras e exposições.
Desde mobílias antigas
A comícios e cantigas
E outras mais atracções.


A Alves